Imperdível! Veja a versão reduzida de "A Peleja do Povo Contra o Dragão de Ferro"

O "Seminário Internacional Carajás 30 Anos: resistências e mobilizações frente a projetos de desenvolvimento na Amazônia oriental" lança agora a versão reduzida, para Internet, de "A Peleja do Povo Contra o Dragão de Ferro", produzido pelo Seminário e dirigido pelo cineasta maranhense Murilo Santos.

"A Peleja do Povo Contra o Dragão de Ferro" conta um pouco da trajetória de comunidades ao longo da Estrada de Ferro Carajás, mostra os impactos gerados nas populações atingidas, os ataques aos direitos dos povos tradicionais, bem como as consequências para as famílias, para a juventude, para a educação e também em outros aspectos, advindas da implantação de projetos que se apresentam como redentores, mas que, ao longo de sua implementação, causam conflitos, dores, desigualdades e até mesmo morte.

Mas o filme também aponta outras perspectivas: a bravura das gentes, suas resistências e sua luta cotidiana para não serem esquecidos, invisibilizados ou ignorados por aqueles que deveriam zelar pelos seus direitos.

"A Peleja do Povo contra o Dragão de Ferro" é um registro histórico que serve, ainda, para aproximar as diversas lutas existentes nessa Amazônia, apropriada por uns, disputada por outros, e de significado tão profundo para quem nela vive.

A versão completa do filme, lançado no primeiro dia da Etapa Final do Seminário Internacional Carajás 30 Anos em São Luís, pode ser adquirida na Quitanda da Rede Mandioca, em São Luís (funciona ao lado da Sede da Cáritas Brasileira, na rua do Alecrim, no centro da cidade), ou na Sede do Movimento de Trabalhadoras e Trabalhadores Rurais Sem Terra, MST/MA, que fica localizada próxima à Avenida Beira Mar, na altura da Reffsa.

Além de poder ser visto na nossa videoteca, no menu ao lado, a versão curta de "A Peleja..." pode ser vista AQUI