Centro de Convenções da UFMA é “Território Dom Tomás Balduíno” durante a Etapa São Luís do Seminário Internacional Carajás 30 Anos, que teve início nesta segunda-feira, 5

Foto: CIMI

Representantes do IFMA, UFMA e UEMA estiveram na Sessão de Abertura do “Seminário Internacional Carajás 30 Anos: resistências e mobilizações frente a projetos de desenvolvimento na Amazônia oriental”, que aconteceu na manhã desta segunda-feira, 5 de maio, no Centro de Convenções da UFMA.

 

O professor Horácio Antunes participou da Sessão, representando a Coordenação do Seminário. Na ocasião, Antunes solicitou que os participantes ficassem de pé, em homenagem a Dom Tomás Balduíno, Bispo Emérito da Cidade de Goiás, fundador do Conselho Indigenista Missionário (CIMI) e da Comissão Pastoral da Terra. Com voz embargada, o professor declarou: “Fiquemos de pé em homenagem a uma pessoa que nunca caiu, e esteve de pé por toda sua vida”.

Momentos depois, durante a primeira Mesa do Seminário, Jonas Borges, coordenador do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST/MA) e também da Coordenação do Seminário Carajás 30 Anos, declarou que, durante a realização do Seminário, o “Centro de Convenções da UFMA torna-se o Território Dom Tomás Balduíno”.

A Mística de Abertura, sob a responsabilidade do MST e que contou com a participação de vários povos indígenas presentes, emocionou a todos e deu o tom do seminário, preparando para os debates que se iniciaram em seguida.

Sobre os debates, acompanhe alguns momentos em nossa página no Facebook, que pode ser acessada ao lado direito deste texto ou

Seminário pode ser acompanhado ao vivo, aqui pela Internet

Com importante apoio da Casa Fora do Eixo da Amazônia/PósTV/Mídia Ninja, o Seminário Carajás 30 Anos vem sendo transmitido ao vivo, via Internet. Nossa Equipe de Mídia também disponibiliza o "link" para essa transmissão, aqui.